© Modéstia à Parte | Cecília Rodrigues

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

6 Coisas que quem namora a distância vai se identificar!

19.07.2015

Olá pessoas desse Brasil varonil!

 

Me desculpem ter sumido do blog! Eu não estava muito bem e quando estou meio triste não consigo escrever. Maaaas, prometo que não vou mais sumir, okay? E pra me redimir, fiz um post que tenho certeza que muitos de vocês vão se identificar!

Quem namora a distância sabe que é um paradoxo - às vezes a distância é uma coisa boa (éééé, mais ou menos, mais ou menos) e às vezes é muito ruim. Baseado nisso, vou listar as 6 coisas que quem namora a distância vai entender:

 

1. "Amor, tô chegando!": Ler uma mensagem dessas tem o poder de abalar qualquer estrutura! Isso é uma coisa que não muda nem se você tem dez anos de namoro, e o friozinho na barriga é o mesmo da primeira vez que vocês se viram (cá entre nós, essa sensação é uma delícia!).

2. Ouvir afirmações desnecessárias. Quer um exemplo? Uma vez, quando contei que meu namorado mora em Curitiba (e eu moro no RJ), a pessoa teve a infelicidade (pra não dizer estupidez) de me falar: "aaahhh então você nem está namorando!". Escuta aqui queridinho(a), se você não acredita em namoro a distância, guarda pra você, tranquilo?

3. Ficar sem falar um com o outro é uma tortura. Se por algum motivo (falta de internet e/ou de crédito, por exemplo) vocês não conseguem se falar, além de raiva, a agonia é imensa! Fala a verdade, tem coisa pior do que acordar sem o bom dia dele(a)?

4. Sentir mais saudade quando o(a) amado(a) vai viajar: Tá ai uma coisa louca. Vocês já estão longe um do outro, mas quando um de vocês vai viajar, parece que a saudade aumenta mais ainda!

5. Se ver em uma semana e na outra já estar morrendo de saudade. Se você acha que é a zueira que não tem limites, espere até namorar alguém que mora a 500km de distância.

A saudade é uma coisa que aumenta cada vez mais, e ela vai passar a ser quase um órgão do seu corpo. A melhor coisa que você pode fazer é aceitar, porque em pouco tempo ela vai se tornar sua melhor (ou pior?) amiga.

6. Despedida: Essa é sem dúvida a pior parte. Dá um aperto no peito, e as lágrimas são inevitáveis. O consolo é que em breve vocês vão se ver de novo!

Então é isso gente! Se você gostou desse post, compartilhe no facebook e mande para os seus amigos - Se você se identificou, quem sabe mais algum dos seu amigos não se identifica também?

Se quiserem deixar recado para mim, só me escrever pela aba CONTATO. Vocês já sabem: podem me mandar críticas, elogios e sugestões (elas me ajudam muito, então passa por lá que eu vou ficar muito feliz com seu recadinho!).

 

Fui!

Cecília Rodrigues

 

Compartilhe no Facebook
Share on Twitter
Pin it
Please reload