Como ACABAR DE VEZ com as espinhas! (Parte 2)

12.03.2015

Como eu prometi, aqui vai a segunda e última parte do post sobre o Roacutan, e vou contar pra vocês a minha experiência com o medicamento.

Eu não tive muitos efeitos colaterais, mas vou contar quais eu tive para vocês.

 

1. Como falei no post anterior, o ressecamento labial ocorre em 100 por cento dos casos, então no meu caso não foi diferente. Mas não é aqueeeele ressecamento, até porque usei hidratante labial desde o início do tratamento. Rachou algumas vezes no canto da minha boca, mas eu passava hidratante e logo minha pele voltava ao normal.

 

2. Constipação intestinal. Foi com o intestino que eu realmente sofri. Desde pequena tenho intestino preso, mas com o Roacutan isso foi, digamos, amplificado. Cheguei a ficar quase duas semanas sem ir ao banheiro. Eu usei Tamarine e Proctil, mas nenhum dos dois surtiu efeito, até que por indicação, comecei a usar uma fibra natural. Essa fibra foi a única que me ajudou, então eu tomava uma ou duas vezes por semana. Eu relatei para o meu dermatologista, e ele disse que nenhum paciente dele tinha reclamado deste problema, mas eu pesquisei na internet e vi algumas meninas falando que sentiram constipação intestinal, mas não tão severa quanto a minha foi. 

 

3. Queda de cabelo: durante o tratamento meu cabelo caiu e ressecou muito, e até hoje ele cai bastante, então hidrato com frequência pra que ele possa voltar a ter brilho e para que ele fique mais forte.

 

De resto, eu fiquei super bem, eu fazia exame de sangue quase uma vez por mês e sempre estava tudo certinho. O curioso é que um dos efeitos colaterais pode ser o aumento do colesterol LDL (conhecido como "colesterol ruim"), e eu tinha colesterol alto antes de tomar o Roacutan, mas durante o tratamento ao invés de aumentar ele abaixou. É claro que antes de iniciar o tratamento eu fiz uma dieta para meu colesterol voltar ao normal, mas depois disso ele nunca mais aumentou.

O meu tratamento era de um ano mas eu fiz somente 6 meses, pois mudei de estado e fiquei dois meses seguidos sem tomar o medicamento, então eu teria que começar o tratamento novamente, então acabei parando de tomar. Mesmo tomando somente 6 meses, eu notei uma melhora muito grande na minha pele, a oleosidade diminuiu bastante, e durante o tratamento os cravos e espinhas desapareceram. 

Faz quase um ano que parei de tomar o Roacutan, então agora estou notando que estão aparecendo aos poucos alguns cravos, e a oleosidade da minha pele está aumentando, então eu pretendo voltar a tomar o Roacutan e seguir com o tratamento até o fim.

Muitas pessoas não terminam o tratamento, por conta justamente de parar de tomar e não querer começar o tratamento novamente desde o início, mas para quem conclui, as espinhas nunca mais voltam, nascendo eventualmente uma ou duas, mas bem raramente.

Se você tem interesse em tomar o Roacutan, procure um bom dermatologista, porque apesar dos efeitos colaterais, o resultado vale muito a pena.

Espero ter ajudado vocês, e se gostaram deste post, compartilhem e deixem seu comentário no final desta página usando a sua conta do facebook.

 

Xoxo,

Cecília Rodrigues

Compartilhe no Facebook
Share on Twitter
Pin it
Please reload

© Modéstia à Parte | Cecília Rodrigues

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon